Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

 

 

LAGOA REDONDA

    

          No topo do alto sertão sergipano, quase na divisa de Porto da Folha e Monte Alegre, situa-se Lagoa Redonda, uma das mais jovens povoações do município. Ali a primeira morada foi construída em 1952 pelo Sr. Joaquim Marques da Silva nas imediações duma pequena lagoa de sua propriedade. Pouco depois foi verificada a ascensão do minúsculo vilarejo denominado “Lajedo Formoso”. Não tardou para que o proprietário concedesse aos moradores o direito de posse daquelas terras.

 

 

     Dessa forma o aglomerado foi se expandindo gradativamente, até que em 1965 constatou-se um número aproximado de 180 pessoas sobrevivendo majoritariamente da pecuária, principal fonte de renda na localidade.  

     A denominação “Lagoa Redonda” surgiu dos próprios moradores em forma de homenagem.

     No ano 2000, o povoado contava com 1433 habitantes e 623 residências, ocupando a segunda posição em número de habitantes entre as povoações de Porto da Folha, perdendo apenas para Lagoa da Volta.

     A rápida ascensão de Lagoa Redonda deve-se, principalmente, ao fato de se achar anexa à bacia leiteira estadual e num dos pontos de maior altitude do sertão sergipano, fazendo parte também da área produtora de feijão.     

     O clima saudável do povoado facilita a adaptação de quem decidir investir no setor de laticínio ou agronegócio. Lagoa Redonda também dispõe da vantagem de se achar nas proximidades de Monte Alegre de Sergipe, cidade que ultimamente vem se destacando no desenvolvimento comercial. Lagoa Redonda foi o primeiro povoado a usufruir de uma quadra multiesportiva e clínica da família. Com justa razão em 2015 a povoação, assim como Lagoa da Volta, se acha habilitada para sua emancipação na próxima década.