Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

 

LAGOA DA VOLTA

 

      Lagoa da Volta, com seus 2135 habitantes e 779 casas, no ano 2000 se apresenta como povoação mais populosa do território portofolhense depois da sede. Pode-se dizer que Lagoa da Volta é quem decide no voto qual político vai governar o município. A povoação está localizada a 18 km da Sede sentido oeste.

 

 

       A origem de sua denominação é polêmica; uns afirmam que o nome surgiu em decorrência de uma lagoa curvilínea que havia ao lado do minúsculo foco habitacional em formação, cuja lagoa dificilmente acumulava água. Já outros têm opinião contrária: alegam que o nome foi dado anteriormente à propriedade do Sr. José de Sá, que fica a 1,5 km dali.

      Independente de qualquer afirmativa, quem construiu a primeira casa do aglomerado foi o Sr. Manoel Alves Cardoso (Manezinho de Teotônio) na década de 1940.

 

         

      Embora ausente de atenção do governo no que se refere ao asfaltamento de sua principal via de acesso em 2015, o povoado vem mantendo uma urbanização tranquila, sobretudo por se achar em área quase plana e também compartilhar da bacia leiteira. A falta de manutenção na rodovia que liga Porto da Folha a Poço Redondo, passando por Lagoa da Volta e Linda França, vem causando desanimando os moradores, que já planejam desanexar o povoado do domínio portofolhense na expectativa de obter melhor atenção do governo estadual. Este fato não surpreende, pois o povoado já possui capacitação necessária para promover sua autonomia. Lagoa da Volta conta com clima invejável e solo fértil.  Na fase de inverno chuvoso se apresenta como grande produtor de feijão. Neste parâmetro, o povoado galga do essencial para um crescimento livre. Quem perderá grande fatia do seu território é Porto da Folha caso a emancipação deste se confirme. A comunidade não se opõe a isso.