Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

 

 

João Lima Feitosa

(Cônego João Lima)

 

          João Lima Feitosa (Padre João Lima) nasceu em Porto da Folha, a 09/05/1925, filho de José Moreira Feitosa (Zezé Picurino) e D. Ester Alves Feitosa.

          Foi batizado no dia 15 de junho do mesmo ano pelo Padre Antônio de Freitas, tendo como padrinhos o seminarista Gonçalo de Souza Lima e Nossa Senhora da Conceição (padroeira do município)

          Até a conclusão do curso primário, João Lima estudou na terra natal, na escola da professora Raquel Rodrigues Bernardino. Já na adolescência, sendo ele de boa aparência física, simpático e de fácil relacionamento, estava sendo despertado pelos olhares enfeitiçados das mocinhas, revelando-se um jovem namorador. Seu Zezé, temendo que resultasse disso um casamento prematuro com o comprometimento do futuro do filho, pois não queria que ele tivesse vida difícil nesta terra de poucas opções, solicitou ao compadre Pe. Gonçalo de Souza Lima, padrinho de João Lima, que o levasse para o seminário, no que foi plenamente atendido.

 

          A 05/03/1940, João Lima foi matriculado no Seminário Menor Diocesano de Aracaju, lá estudando Ginásio e Científico, equivalentes ao Ensino Fundamental e Ensino Médio atuais. Antes, porém, de concluir o Seminário Menor, o seu padrinho e benfeitor, Pe. Gonçalo Lima, deixara de custear os seus estudos. Com receio de ser dispensado do Seminário por falta de pagamento, João Lima andava preocupado, já que sua família não dispunha de condições financeiras para fazer face a essas despesas. Dona Isabel Mesquita, natural de Frei Paulo, sogra do empresário Oviêdo Teixeira, uma senhora católica de muitas posses e frequentadora do Seminário, percebeu a mudança de humor do seminarista e o tranquilizou, comprometendo-se a bancar os seus estudos.

          João Lima continuou os estudos. Ao concluir o Seminário Menor, partiu para o Seminário Maior. Em 25/02/1947 estava matriculado no Seminário Central de Belo Horizonte/MG, para estudar filosofia; concluído este curso, foi para o Seminário Provincial de Maceió/AL, para cursar Teologia em 25/03/1949, vindo a concluir este curso ao final de 1953.

 

          A ordenação do Padre João Lima aconteceu em Maceió/AL em 08/12/1953, dia de Nossa Senhora da Conceição, sua madrinha de batismo e a Santa de sua devoção. Em seguida, o Padre João Lima veio a celebrar sua primeira missa na terra natal Porto da Folha. Ao tempo de sua ordenação sacerdotal, o vigário de Porto da Folha e Gararu, Padre Gonçalo Lima andava doente e teve a promessa do bispo Dom Fernando Gomes, de que o jovem Pe. João Lima seria nomeado para a paróquia de Gararu, mas Dona Izabel Mesquita interferiu, solicitando sua nomeação para a paróquia de Frei Paulo. Finalmente o bispo atendeu ao clamoroso pedido, nomeando o Padre João Lima para a paróquia de Frei Paulo. O Padre João Lima manteve por toda vida amizade a Sra. Izabel Mesquita e aos familiares dela.

 

          Consta que o Padre João Lima prestou relevantes serviços à cidade de Frei Paulo onde permaneceu até a própria morte, sendo qualificado como pároco de ação notória durante sua permanência no município.

 

          O Padre João Lima faleceu em Aracaju aos 68 anos de idade dia 22/06/1993, sendo sepultado na Igreja Matriz de Frei Paulo/SE (sede da paróquia que ele dedicou seus 39 nos de vida sacerdotal).

 

Fonte: Porto da Folha - fragmentos da história e esboços biográficos,

de Manoel Alves de Souza.