Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

 

Antônio Dantas

 

- Advogado, professor e ex-diretor de vários colégios da rede estadual em Sergipe. . . . .

 

Obs.: O conteúdo integral sobre o nobre conterrâneo Antônio Dantas se acha pendente por falta de informações confiáveis, portanto o administrador deste site pede encarecidamente a família, ou eventual familiar, que entre em contato conosco para que possamos concluir com êxito a biografia deste importante cidadão portofolhense.

 

 

______________________________

 

 

Antônio Dantas Tavares

(Prefeito Antônio Tavares)

 

          Antônio Dantas Tavares nasceu em Porto da Folha dia 19/07/1922, era filho de Luiz Loureiro Tavares e Rosa Dantas Tavares.

          Não há dúvida de que todos os habitantes da Ilha do Ouro o tinham como protetor, pois, além de ofertar-lhe serviço na lavoura, mantinha-os afastados da fome e outras privações. Por causa deste  comportamento exemplar, o povo de Porto da Folha também o acolheu como líder, sobretudo por sua relevante participação e competência no setor agrícola. Antônio Tavares foi um dos responsáveis pela posição alcançada por Porto da Folha na produção de arroz em determinadas ocasiões.

          A famosa várzea da Ilha do Ouro era uma das propriedades do seu pai, Dr. Luiz Loureiro Tavares, que após morte passou a pertencer a dois herdeiros: Antônio Tavares e sua irmã, mas a degradação do São Francisco findou prejudicando a lavoura colhida anualmente na várzea, assim a propriedade foi perdendo o valor a cada ano. O povo comentava que Antônio Tavares desejava distribuir as terras entre meeiros e trabalhadores de várias décadas naquele local, mas sua irmã que vivia em Aracaju não concordava, e assim o problema foi se agravando a ponto de ele deixar o problema sob a coordenação do vaqueiro Júlio e aguardar uma posição da Justiça, pois a várzea chegou ao ponto de não dar mais lucro algum, a não ser o aluguel do pasto para pequenos pecuaristas da região.

          Tavares era homem honesto e caridoso, muito querido pelos buraqueiros. O Sr. Gildo Gonçalves Rodrigues é testemunha disto.

          O ilustre Antônio Dantas Tavares veio a falecer em Aracaju dia 17/09/1988 deixando o problema da várzea sem solução. Finalmente os herdeiros perderam a propriedade em definitivo, pois a Reforma Agrária findou fatiando as terras entre alguns merecedores e outra parte entre quem não merecia porque nunca trabalhou ali..