Sua versão do navegador está desatualizado. Recomendamos que você atualize seu navegador para uma versão mais recente.

Detalhes de Nossa História

"Numa época pouco distante havia aqui uma capelinha construída pelos escravos. Estes honrados cidadãos labutavam na lavoura de seus senhores, mas sonhavam conquistar a liberdade e com ela o domínio da lagoa comprida, no entanto tal sonho nunca se realizou. Finalmente o salitre se instalou na referida lagoa tornado-a neutra para a produção do arroz e peixe. Triste realidade provocada pela escassez de enchentes do velho Chico.

A reforma desta capelinha é uma prova de que nesta terra ainda existe gente capaz de preservar a magnífica história de sua querência." 

 

ADMINISTRAÇÃO JOSÉ JÚLIO NUNES DE SANTANA GOMES

 

          O resultado da eleição de quinta-feira 03/10/1996 concedeu em Porto da Folha o cargo de prefeito ao médico José Júlio Nunes de Santana Gomes, que conquistou o primeiro lugar na disputa com maior número de concorrentes ao cargo até o momento. Dr. Júlio obteve 3.107 votos superando o Padre Isaías Carlos Nascimento Filho, que ficou com 2.423 e deixou para Marlene Monteiro Barbosa Feitosa a terceira colocação com 1.888, seguida por Manoel Alves de Souza Neto com 1.710, ao passo que Pedro Campos Souza “Pedro Véio” assumia a quinta posição com 1.257 votos, ficando em último José Alves de Aragão com 843 sufrágios.

Para a câmara municipal foram eleitos os vereadores: Antônio de Freitas Dória (reeleito com 338 votos), Antônio Everton de Rezende (389), Cícero da Silva Valença (227), Eliezer Santana Neto (reeleito com 348), Gilson Pinto Vilela (245), Jones José de Santana (221), José Loureiro Feitosa (294), José Teixeira Vieira da Costa (reeleito com 340), Manoel de Souza Dória (reeleito com 280), Manoel Gomes de Freitas (273), Manoel Messias de Oliveira (reeleito com 265), Maria do Socorro Moreira Brasil (198), Roberto de Farias Rodrigues (295) e Solon Loureiro Feitosa (reeleito com 252 votos).

          A presente gestão, integrada à do governador Albano Franco (1999-2003) reeleito, transcorreu entre 1997 e 2000. Através da qual foram concluídas diversas obras, entre elas a construção do Fórum Municipal; reconstrução e ampliação da Praça Termístocles Pereira; reconstrução da Praça Maria Umberlinda de Sá; reconstrução da Praça Nossa Senhora de Lourdes; construção da praça no bairro Lagoa Salgada; calçamento com paralelepípedos no bairro Lagoa Salgada, Vila Nossa Senhora da Conceição, Rua Padre Artur Passos, Rua Maria Clara de S. Menezes, Rua Vicente Ferreira de Brito, Conjunto Antônio Pereira Feitosa e Vila São Vicente de Paula.

          Aconteceu também neste período a construção do Calçadão Zé do Pio, construção da orla na Ilha do Ouro, reconstrução da Escola Municipal Tomaz Bermudes, reforma e ampliação do Mercado Municipal de Peixes, reforma e ampliação da Escola Municipal Manoel Rodrigues Velho; construção de 15 casas no Conjunto Vereador João Batista da Silva; construção de 22 casas no Conjunto Eliezer Santana; construção de vestiário e reforma do Estádio Caio Feitosa; construção da Creche Municipal Dona Zefinha; abertura da Rua da Banca do Peixe; abertura de ruas nos fundos da Rua de Cima; abertura de ruas nos fundos da Rua Nova; implantação de redes de esgoto em cerca de 60% da área da sede; implantação da coleta de lixo com veículo compactador; implantação da Biblioteca Municipal; implantação do Sistema de Informática na prefeitura; reconstrução da Avenida Tobias Barreto e da Avenida Getúlio Vargas; implantação do IPTU, ISS, ITBI e Alvará; implantação dos Agentes Jovens; implantação do Programa Social do Sopão, onde cada família passou a receber sopa e pão para quatro pessoas; implantação do Programa do Leite no município; implantação do Programa do Peixe na semana Santa; implantação do programa Natal sem fome e com presentes; implantação do Programa do Idoso e casa de repouso; implantação da obrigatoriedade do uso de uniformes nas 68 escolas municipais; extensão da iluminação em várias ruas da cidade e povoados, e implantação do primeiro concurso público municipal com mais de 500 vagas.

 

          Ainda nesta gestão, considerada uma das mais evolutivas, ocorreu a reforma de todas as estradas vicinais do município. Nos povoados foram construídas e reformadas cerca de 30 escolas municipais; instalação de postos de saúde; construção da casa de farinha; construção da fábrica de beneficiamento de leite; implantação da coleta de lixo nos povoados; implantação de esgotos em alguns povoados; implantação de transporte escolar para alunos dos povoados e comunidades, bem como a construção de pontes em algumas localidades do interior.

          Em 30/04/2000, vítima de provável AVC, faleceu precocemente em Aracaju o vereador Eliezer Santana Neto com 42 anos de idade.

 

(Por Joaquim Santana Neto com informações de Fernando Menezes e outras consultas).